Bom, o tema de hoje é com certeza um dos que mais interessam aos futuros intercambistas. Afinal, dinheiro, salvo raras exceções, a maioria de nós precisamos.
Inclusive um dos motivos de a maior parte dos estudantes que escolhem a Irlanda como país de destino, é o fato de ser possível trabalhar legalmente mediante a comprovação de que você está matriculado em um curso de longa duração, isso é, um curso de no mínimo 25 semanas.
Você terá direito de dar entrada na documentação conforme exigências da Irlanda e quando estiver com os documentos na mão você poderá utilizar seu direito de trabalhar part-time (meio período, o que seria no máximo 20h semanais) durante as aulas, e nas férias caprichar trabalhando em período integral… 40h semanais.

O valor da hora de trabalho é relativa, mas em média recebe-se em torno de 9,40 a 10 euros. Também depende do trabalho que você irá exercer, por exemplo, tem uma família no qual eu cuido da filha mais nova deles por algumas horas quando eles tem eventos e não vão leva-la. Esta família me paga 8 euros, eu vou feliz, afinal, é trabalho, mas vejo muitas garotas em outras cidades como Cork e Dublin relatando receber 9, 10 e até 11 euros quando a criança é mais difícil.
Mas se você mora na casa da família tudo pode mudar, e você poderá receber ainda menos, ou praticamente nada, pois consideram que te fornecem alimentação e hospedagem. Ou seja, tudo é negociável, e cabe a sua avaliação, disposição e necessidade.

trabalho-em-bundoran

Agora falando sobre o mercado de trabalho em Bundoran… Bom, vamos lá, estamos nos referindo a uma cidade totalmente sazonal e que sua característica principal é que se trata de um destino de veraneio e referência no surfe, ou seja, no inverno Bundoran reduz drasticamente seu número populacional, praticamente não há turistas pelas ruas. A maior parte dos hotéis fecham no período de Outubro a Fevereiro, bem como restaurantes e os cafés, reduzindo absolutamente a oferta de empregos na cidade.
Tanto que os próprios irlandeses têm dificuldades de trabalhar por aqui no inverno…

Impossível conseguir trabalho no inverno? Não, não é! Afinal nada é impossível, mas programe-se para evitar desilusões ou aperto financeiro.

Qual é a dica que aprendi aqui? Vou falar para vocês, qual o seu nível de inglês?
Se seu inglês for básico, vale a pena você chegar no final do inverno, para dar tempo de aprender um pouco e procurar emprego em meados de Março ou Abril, que é o período em que a economia da cidade vagarosamente volta à ativa.

Agora, você que já vem com aquele inglês que só precisa de um polimento, aproveite mais do verão, meados de Abril, Junho… Assim você terá maior proveito.

E claro, estamos falando aqui de oferta de trabalho, algo que deverá ser batalhado e conquistado. Não há cartas marcadas e muito menos garantias de que dará certo ou errado, estas são apenas algumas dicas de quem está vivendo na pele o mercado de trabalho no período do inverno, e acompanhando também a jornada dos demais estudantes na busca por emprego.

Só fazendo um lembrete, o trabalho do intercambista seja em Bundoran, ou em qualquer outra cidade irlandesa, em sua maioria é braçal, é cansativo, mas vale muito a pena conforme falamos no post Fiz MBA no Brasil, e sou feliz trabalhando como Cleaner na Irlanda. Mas como pode ser que ele aconteça para todo o período da sua estada aqui, ou não, ou até mesmo que aconteça parcialmente como foi comigo, então outra dica é se organize financeiramente para evitar que você deixe de desfrutar da sua tão sonhada experiência de intercâmbio.

“Uma vida sem desafios não vale a pena ser vivida.”

Sócrates

Então é isso, pesquise, avalie informações e opções que se enquadram em seu perfil e necessidades,  encoraje-se e se jogue na Estrada! Pois a vida é para se vivida!

Abraços,

Clarissa Aleixo

Anúncios