É… vida de intercambista é ter um monte de desafios a superar, novidades, saudades no coração e indefinições. Não é mole deixar sua estabilidade, família e amigos por um tempo determinado ou indeterminado…

Sei, sei, já temos conhecimento de todas estas informações, nenhuma novidade até aqui né… Pois é, espera viver na pele que você me conta então!

É isso aí minha gente, nós SÓ conhecemos bem uma situação quando passamos por ela, e corajoso é aquele que se desafia, que sai de sua zona de conforto e busca a vida em novos horizontes, em novas e excitantes experiências, vida esta que irá diariamente te desafiar!

É como se a vida chegasse junto, lhe colocasse aquele dedo desaforado no nariz e dissesse: E aí, este será o desafio de hoje! Você vai superá-lo? Você vai SE superar?

Na minha opinião superação é a palavra chave para um intercambista, e flexibilidade é a característica que mais lhe será exigida.

FLEXIBILIDADE??? Vamos lá, vou me explicar melhor.
Não me refiro a flexibilidade física e sim comportamental, mental… É a velha história de você chegar com o copo vazio, o que você conhece de mundo precisa ser abstraído para que você possa receber novas informações e aprendizados.

O maior exemplo que posso lhe dar é o aprendizado da língua, qualquer ela que seja que você se dispõe a aprender. Não fica traduzindo as palavras e frases, não fará sentido, você não conseguirá aprender e ainda bate um desespero daqueles “oh, eu não consigo aprender esta língua!”.
Não faça isso com você, nem com seu professor, rsrs, pois é, chega com o copo vazio que você se dará melhor, sem julgamentos ou comparações. E isso se aplica a língua, cultura, comida, clima, hábitos, e por aí vai.
Lembre-se que você não está mais no seu território, e que para se dar bem no território alheio é importante aprender com eles, comer como eles comem, entender como eles vivem, como trabalham, isso chama-se adaptação.
E quando eu digo que você vai viver como eles, claro que não é literal, eu por exemplo não como diversas comidas tradicionais Irish, mas adapto ao meu cardápio inúmeras delas.

brazucas-na-estrada

Você provavelmente dividirá a casa com outras pessoas que não conhece, dependendo da cidade que for morar dividirá até mesmo o quarto. Sim! Tudo para baratear as despesas.

Irá desempenhar outras profissões que não a sua de formação, se preocupará com documentação, prazos e dinheiro…

Fácil não é… e convenhamos que ainda bem que é difícil, afinal queremos histórias para contar!! Dar risada depois de superado, aprender e amadurecer após passar por situações que te fazem refletir a melhor estratégia, que te fazem compreender que não é feio cair, ou não saber algo, que feio é não querer aprender, porque isso não combina com um intercambista.

Tem as dificuldades, mas principalmente as alegrias, e são elas que nos ajudam e nos mostram que estamos no caminho certo.
Quando você imigra você faz novos amigos, tem muita, muita gente de inúmeras nacionalidades que você vai conhecer, e é natural que sua afinidade seja maior com imigrantes da mesma nacionalidade que a sua (falaremos sobre isso em um outro post).
Tem muita gente bacana por aí, você receberá muitaaa ajuda, é verdade! Eu juro!
Ajuda de todo tipo, dicas básicas sobre todo tipo de coisa, como por exemplo desligar a tomada! Uauuu como assim desligar a tomada? Pois é, são detalhes que te ajudam muito, como qual o mercado mais barato, ou que existe um brechó onde você encontra lençol baratinho para comprar, tem aquele amigo que te leva na academia e ajuda a se matricular porque seu inglês não é tão bom, tem o outo que te apresenta o restaurante BB da cidade, aquele que fica no seu pé corrigindo o que você fala de errado e ainda nas folgas dele se disponibiliza a te dar aulas de inglês, tem até aquele casal que te abriga na casa deles enquanto você ainda não tem sua casa… E estas são algumas das ajudas, eu poderia passar a noite aqui listando tudo o que já recebi de gente que como eu também passou por estas mesmas necessidades.

E ainda mais do que as amizades, você terá lugares incríveis para conhecer, viagens para fazer e um universo de coisas para aprender. Ô delícia que é poder viver!!

Então, se você está pensando em imigrar esvazie seu copo, respire fundo e se joga! Porque minha gente, este mundo é grande e tem muita coisa boa para explorar!!

Te vejo por aí! 😉

Clarissa Aleixo